Autor: Tatiana

Respira

Todos dormem. Em mim venta, e clareia, e nasce mais um dia. 8:00h. Hormônio, amato, alenthus, e outros comprimidinhos mais. Algumas doses de controle, de censura, de cuidado. Menos desejo, menos impulso, menos criatividade, menos loucura. Respira. Quem sou eu? Uma dose a menos, uma dose a mais. Quanto eu custo? Quantos reais? O Eddie Vedder canta, os gatos miam. Graças a Deus o dia nasceu nublado. Eu estou nublada. Quantas horas serão dessa vez sem dormir? Aliás, pra que dormir? Ainda sou dona da casa. O silêncio é meu parceiro. Todos dormem. É nessa hora que amo existir....

Read More

Então vamos falar sobre o amor

Não sei porque mas ultimamente tenho tido muitos flashbacks sobre o meu passado e muitas reflexões sobre coisas da minha vida. Uma dessas coisas é a minha forma de me relacionar com as pessoas e a minha dificuldade de estabelecer laços profundos e verdadeiros. Então vamos falar sobre o amor. Minha primeira referência de amor foram os meus pais. Eles eram meio que um casal 20. Lindos, bem sucedidos, o centro do grupo de amigos, três filhos. Boêmios, muitas festas, muitas viagens, muitos programas. Sempre juntos. Meu pai morreu quando eu tinha 13 anos. Minha mãe tinha 39. Eu...

Read More

A dor de ser violentada

Pensei muito se eu deveria escrever esse post, mas eu já escrevi sobre tantas coisas pesadas no meu blog e eu não acho que deveria deixar isso de fora. Vou tentar falar de maneira bem leve sobre a dor de ser violentada e poupar os leitores dos detalhes e de tudo o que for possível. Minha primeira lembrança de abordagem sexual surgiu durante uma sessão de terapia e, pasmen, aconteceu quando eu era muito criança. Nunca contei isso para ninguém. Não vou falar mais sobre isso porque não quero expor isso para a minha família e para pessoas que conheciam...

Read More

Velozes e Furiosos 8

Nunca pensei que eu escreveria uma crítica sobre o filme Velozes e Furiosos 8, até mesmo porque eu nunca pensei que assistiria esse filme. Pelo menos, não no cinema, e não com tamanho interesse que me levasse a escrever uma crítica sobre ele. Pasmem! Deixando todos os meus pré conceitos de lado e todas as babaquices que ouço meus amigos pseudo intelectuais falarem a respeito, só tenho uma coisa a dizer sobre o filme – ele é ótimo! Se alguém tivesse me perguntado um dia porque eu teria ido assistir a esse filme, eu certamente teria respondido: por causa...

Read More

Não vamos falar de assédio

Minhas companheiras que me desculpem, mas não vamos falar de assédio, nem dessas coisas que viraram notícia e fofoca em todas as mídias e redes sociais. Simplesmente porque eu não concordo e porque tenho outra visão sobre tudo o que está acontecendo. Estou morrendo de pena do José Mayer. Claro que a menina foi incomodada por ele e coisa e tal, e parece que ele foi um babaca, mas pensem bem, se ele ficou paquerando ela, enchendo o saco por tanto tempo, porque ela foi deixando isso rolar? Eu não entendo o fato disso ter virado esse “espetáculo” todo. Porra,...

Read More